Letizia ortiz anorexia fotos


Letizia ortiz anorexia fotos

 Em qualquer boa história de conto de fadas o príncipe casa com a sua amada e vivem felizes para sempre. Para trás, algures pelo meio do conto, ficaram as maldades da bruxa má e de todos os que queriam separar o casal. No caso de Felipe e Letizia não há registo de bruxas más pelo caminho, porque o (curto) namoro decorreu no maior secretismo.

Conheceram-se em meados de 2002, iniciaram e consolidaram o romance durante o ano seguinte, sempre longe dos olhares da Imprensa, e a 1 de Novembro de 2003 os espanhóis foram surpreendidos com o noivado de um romance cuja existência ignoravam. A 22 de Maio do ano seguinte, tal como nas histórias de contos de fadas, o príncipe casou com a plebeia. Se o povo espanhol se “apaixonou” por ela e adora a princesa porque vê nela a democratização da monarquia, por outro lado as elites de nuestros hermanos não perdoam os “pecados” daquela que será um dia rainha de Espanha. Tal como os pecados capitais (ou mortais), o dedo é apontado à princesa por atitudes erradas que vão contra as leis, neste caso não de Deus, mas dos parâmetros elevados e exigentes dos monárquicos, sobretudo dos Bourbon, tidos como uma das famílias mais rígidas da monarquia espanhola.

Aos 39 anos – sete deles passados no Palácio da Zarzuela – Letizia é tudo menos uma mulher consensual.
1 - Origens e divórcio
São os mais vulgares “pecados” apontado à nora de Juan Carlos e Sofia e, pelo que parece, são a génese de todos os problemas. Apesar das comparações não serem simpáticas, os espanhóis gostam de as fazer, pondo num prato da balança a nora e noutro a sogra. Enquanto a rainha Sofia nasceu num berço de ouro, é neta e bisneta de reis, Letizia nasceu numa povoação das Astúrias, filha de um casal de enfermeiros, neta de uma locutora de rádio e de um taxista. A primeira tem apelidos ilustres, a segunda é apenas “uma Ortiz”. Mais, é divorciada, o que implica ter tido outro homem na sua vida. Segundo a tradição espanhola, a futura rainha não poderia ter passado e deveria subir virgem ao altar. Ainda assim, Juan Carlos teve de “engolir” o que disse ao filho por altura do namoro de Felipe com a modelo norueguesa Eva Sannun: “Que nunca ninguém tenha de dizer que dormiu com a rainha.” Ser filha de pais separados também não conta a seu favor. Para Ángela Portero, autora do livro, Tu Serás Mi Reina: Letizia Ortiz una Periodista Camino del Trono, por muito que possa aprender, “há muitas coisas se apanham no berço e que não se aprendem”.

2 - A recusa das elites
Ao fim de sete anos a pertencer à dinastia de Borbon que, ao que dizem é uma das mais severas da Europa, a ex-jornalista da TVE é um alvo fácil para os mais conservadores e monárquicos que ainda não digeriram que o seu príncipe, oriundo da linhagem mais “azul”, tenha casado com uma mulher demasiado magra (a suposta anorexia de que padece é notícia recorrente na Imprensa) e plebeia. Se já era olhada com desconfiança, desde a publicação da biografia não autorizada, Una Republicana en la Corte del Rey Juan Carlos, do jornalista catalão Isidre Cunill, onde entre outras coisas afirmam ser militante republicana, ter consumido drogas e ter feito um aborto nos anos 90.

3 - Fashion victim e viciada em plásticas
Seja pelo preço das roupas, pelos modelos escolhidos, pela magreza excessiva ou pelo ar demasiado sério, Letizia é sempre notícia. Mas um dos assuntos preferidos dos detratores da princesa são mesmo as plásticas. Em cinco anos, a mulher de Felipe mudou muito a sua aparência. A mulher espontânea, segura e natural que foi apresentada como noiva do futuro rei deu lugar a uma mulher de semblante triste, artificial e demasiado perfeita, conseguida à custa de cirurgias. Em Agosto de 2008 devido a um alegado problema respiratório, submeteu-se a uma septorrinoplastia, que lhe modificou o perfil e aproveitou também para limar um pouco o queixo demasiado saliente. Ao longo dos anos que se seguiram, o cirurgião Chams é “visita” assídua no Palácio da Zarzuela para lhe fazer pequenas intervenções que lhe conferem um ar que oscila entre rejuvenescido, para uns, e o artificial, para outros. Outro dos vícios da princesa é o botox, e ainda se submete regularmente aos melhores peelings e tratamentos de hidratação para manter a pele do rosto branca e imaculada. Todas estas diligências são uma verdadeira dor de cabeça para a equipa de protocolo e segurança da Zarzuela que tudo fazem para as manter em segredo. Ainda que o consigam, momentaneamente, as fotografias da princesa ao longo destes sete anos não deixam margem para dúvidas.

4 - Ex-jornalista
Apesar do pacto tácito que existe entre a casa real e a Imprensa espanhola (não os captarem momentos íntimos ou embaraçosos) não se pode dizer que a relação jornalistas versus realeza seja propriamente saudável. Daí o desagrado com que a jornalista Letizia Ortiz foi recebida pelos monárquicos, que viram como maus olhos o facto do futuro rei dormir no leito com o “inimigo”.

5 - A má relação com as cunhadas e o apoio da rainha
A ausência de berço, o facto de não saber estar como uma “princesa”, de ter recusado a Cristina alojamento aos pais de Iñaki Urdangarín na sua casa da Zarzuela aquando do batizado de um dos filhos, e de ter estado contra o divórcio de Elena de Jaime de Marichalar, alegadamente por defender que uma infanta tem de manter as aparências, fizeram com que as relações entre cunhadas se fossem deteriorando e sejam cada vez mais frias. Este é outro “pecado” apontado a Letizia que tinha muito a aprender com Cristina e Elena, mulheres com experiência em assuntos protocolares e oficiais. Juan Carlos já se viu obrigado a pedir ao filho que servisse de intermediário entre a mulher e as irmãs na tentativa de melhorar as relações familiares, pois considera que a falta de harmonia põe em causa a imagem e longevidade da família real. A única mulher da vida de Felipe que se esforça por integrar Letizia é a rainha, que adora o filho e faz de tudo para que o seu casamento seja feliz e resulte.

6 - Autoestima excessiva
Hoje, os críticos mais severos “apontam” a falta de profissionalismo de Letizia, devido à expressão aborrecida e tensa que mostra nos atos oficiais e a sua intenção de romper – com ausências – as tradições familiares, como foi o caso das férias em Palma de Maiorca. Um dos seus críticos mais acérrimos, o comentador de realeza Jaime Penafiel, afirmou: “Letizia é uma mulher despachada, mas pouco natural. Quer ser sempre a ‘mais’ em tudo: a mais culta, a mais elegante. Tanto esforço consome-a! Por isso, está tão magra. Falta-lhe humildade. Letizia não cai bem. As infantas não a toleram e muito menos o rei.” A escritora espanhola Ángela Portero assegura que esta aprendizagem não tem sido nada fácil, muito pela forte personalidade da princesa. “Na monarquia espanhola, e não só, a rainha é uma figura secundária, discreta”, afirmou. Dito isto, acrescenta: “Letizia, até pela sua profissão – jornalista e apresentava o principal telejornal da TVE – não está muito habituada a viver na sombra.” Daí a forma como se irá comportar ser uma das grandes incógnitas do futuro. Alguns associam o comportamento da princesa à evidente ausência de assessoramento por parte dos funcionários reais – outros garantem que é a princesa que não lhes dá ouvidos – bem como a uma perigosa falta de acompanhamento de outras mulheres da família, as cunhadas Elena e Cristina. Neste âmbito a jornalista Maria José Rubio, autora do livro Rainhas de Espanha recomenda à nora do rei que se preocupe um pouco menos com o seu aspeto físico e mais com assuntos sociais, pois só desta forma rompe com a imagem de frivolidade, que em determinadas ocasiões, aparenta.

7 - Põem em causa o futuro da monarquia
Ao longo da história da monarquia espanhola, todos os reis têm sido enviados e tirados do exílio. Aos nossos dias, diz-se na realidade, os espanhóis não são monárquicos, mas sim “juancarlistas” e que só mantém a monarquia graças à personalidade e trabalho do rei Juan Carlos. Com a saúde a piorar e o passar dos anos a deixar marcas no soberano, os espanhóis interrogam-se se os futuros reis Felipe VI e Letizia serão capazes de preservar intacto o prestígio da monarquia ou se se avizinha uma nova etapa, não necessariamente para melhor.

Texto: Carla Simone Costa; Fotos: Impala e Reuters


Letizia ortiz anorexia fotos 96
Los monrquicos piden a don Felipe que ponga a Letizia en su
Letizia ortiz anorexia fotos 71
Log into Facebook Facebook
Letizia ortiz anorexia fotos 67
Cached
Letizia ortiz anorexia fotos 20
120 DICAS DE DECORA O PARA SALA DE ESTAR
Letizia ortiz anorexia fotos 83
27 edio do Salo do Automvel movimenta turismo em So Paulo
Letizia ortiz anorexia fotos 100
BORG Feldbach - Wir bilden Kopf, Herz und Hand
Letizia ortiz anorexia fotos 40
Letizia ortiz anorexia fotos 22
Letizia ortiz anorexia fotos 16
Letizia ortiz anorexia fotos 96
Letizia ortiz anorexia fotos 36
Letizia ortiz anorexia fotos 46
Letizia ortiz anorexia fotos 93
Letizia ortiz anorexia fotos 26
Letizia ortiz anorexia fotos 13
Letizia ortiz anorexia fotos 92